Polícia Federal prende em Campina acusados de fraudar o INSS

Uma operação da Polícia Federal conseguiu prender nesta terça-feira (9) sete pessoas acusadas de fraudar a Previdência Social.

 

Foram nove mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal, sendo oito em regime fechado e um no semiaberto.

 

Uma pessoa foi presa no Estado de Pernambuco, outra na cidade de Curitiba no Paraná. Uma pessoa foi detida em Mogeiro, na Paraíba e outros quatro foram presos em Campina Grande.

 

O homem apontado como líder da quadrilha que desviou mais de R$ 3 milhões dos cofres públicos em dois anos era servidor do INSS. Ele se apresentou à polícia no final da tarde.

 

O grupo fraudava documentos e aliciava pessoas para darem entrada em pensões e aposentadorias. Após conseguirem os benefícios, as pessoas eram obrigadas a contrair empréstimos para pagar ao esquema. Mais de 300 benefícios teriam sido fraudados pela quadrilha.

 

https://paraibaonline.com.br/2018/01/policia-federal-prende-em-camp...

Exibições: 42

Comentar

Você precisa ser um membro de Corresponda para adicionar comentários!

Entrar em Corresponda

Mensagens de blog

Crédito deve ter primeiro aumento real no Brasil

Postado por ANEPS em 17 janeiro 2018 às 13:30 0 Comentários

A mensagem otimista serve de alerta para os correspondentes no país

O ano começou com boas perspectivas para as Empresas Promotoras de Crédito e Correspondentes no País, de acordo com o jornal Valor Econômico: “O…

Continuar

Empresário João Neto, à frente hoje de 14 empresas, é um realizador de sonhos

Postado por Corresponda em 17 janeiro 2018 às 9:08 0 Comentários

João Neto está à frente de 14 empresas, entre elas a Fontes Promotora de Crédito. Sua história é cheia de reviravoltas - Daniel Queiroz/ND

João Neto, 34 anos, é sócio- proprietário do Grupo Fontes que, além de uma…

Continuar

© 2018   Criado por Modera.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço