Líder de quadrilha que fraudava INSS em Campina Grande se entrega, diz PF

O homem apontado como líder da organização criminosa que fraudava INSS em Campina Grande se entregou a Polícia Federal na noite desta terça-feira (9). Ele já estava sendo procurado na Operação Fanes depois de ser condenado em segunda instância. O grupo teria desviado cerca de R$ 3 com benefícios e empréstimos adquiridos com documentos falsos.

 

De acordo com a Polícia Federal, na operação, sete mandados foram cumpridos em Campina Grande, um em Mogeiro, um em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, e um em Curitiba, no Paraná.

 

Os acusados de integrarem a quadrilha foram condenados em dezembro pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, no Recife, em Pernambuco. As penas variam de 7 anos e 6 meses até 24 anos e 8 meses. A quadrilha, desarticulada na operação Fanes, fraudou centenas de benefícios previdenciários e empréstimos consignados durante os anos de 2013 e 2015.

 

Após o exame de corpo de delito no IPC, foram levados para o presídio Raymundo Asfora (Serrotão), o chefe da quadrilha e outros setes condenados. Dos nove, apenas uma mulher vai cumprir a pena em regime semiaberto.

 

“Essa quadrilha falsificava documentos de outras pessoas para que servidores conseguissem conceder benefícios previdenciários. Assim, o grupo tinha lucro através de empréstimos feitos em nome de cada titular do benefício. Eram cerca de R$ 5 mil por beneficiário. Em dois anos foram fraudados cerca de R$ 3 milhões, mas, segundo o INSS, se o esquema não fosse descoberto o valor já poderia ter passado de R$ 100 milhões”, disse o delegado da PF, Raoni Aguiar

https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/lider-de-quadrilha-que-frau...

Exibições: 68

Comentar

Você precisa ser um membro de Corresponda para adicionar comentários!

Entrar em Corresponda

Mensagens de blog

Crédito deve ter primeiro aumento real no Brasil

Postado por ANEPS em 17 janeiro 2018 às 13:30 0 Comentários

A mensagem otimista serve de alerta para os correspondentes no país

O ano começou com boas perspectivas para as Empresas Promotoras de Crédito e Correspondentes no País, de acordo com o jornal Valor Econômico: “O…

Continuar

Empresário João Neto, à frente hoje de 14 empresas, é um realizador de sonhos

Postado por Corresponda em 17 janeiro 2018 às 9:08 0 Comentários

João Neto está à frente de 14 empresas, entre elas a Fontes Promotora de Crédito. Sua história é cheia de reviravoltas - Daniel Queiroz/ND

João Neto, 34 anos, é sócio- proprietário do Grupo Fontes que, além de uma…

Continuar

© 2018   Criado por Modera.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço