O Banco BS2, antigo Banco Bonsucesso, adotou a Enterprise Cloud Nutanix como solução de hiperconvergência e conectividade para a nova operação de meios de pagamentos da instituição financeira.

 

Com o projeto, a empresa registrou ganhos de produtividade em relação ao ambiente tradicional de infraestrutura de 80% e redução – também de 80% - no espaço no datacenter.

O Bonsucesso foi um dos pioneiros na modalidade de crédito consignado e agora, quase 20 anos depois, diversificou suas operações e criou a ADIQ, uma empresa de meios de pagamentos, também conhecida como adquirência, para a qual precisava estruturar a operação para suportar os novos negócios.

 

A área de tecnologia, atendida pelo braço BS2 Tech, que conta com 150 funcionários divididos em infraestrutura, projetos e sistemas, foi a responsável pelo projeto.

 

“Não queríamos investir em uma plataforma que operasse como um elefante branco, mas sim na possibilidade de crescer de forma granular, passo a passo. Nosso grande desafio era escolher uma tecnologia que complementasse a infraestrutura do Banco, solucionando os gargalos já detectados”, detalha Rudy Cordeiro, diretor TI do BS2.

 

Dando sequência à estratégia, em janeiro deste ano, o Banco fez um estudo de hiperconvergência, em conjunto a parceira Relacional TI, e optou pela Nutanix.

“Além da ótima experiência e do desempenho altamente produtivo, o custo das soluções da Nutanix também foi bastante atraente”, lembra Rafael René Giannetti, coordenador de infraestrutura do Banco.

Assim, o Banco adquiriu um sistema Nutanix para seu datacenter principal e nós adicionais para o datacenter secundário, responsável por toda operação de disaster recovery da instituição. A estrutura foi completada por uma solução para replicação síncrona, em uma rede de 10Gbps de fibra apagada, que hoje é a maior de Belo Horizonte.

 

A infraestrutura do Banco BS2 conta com uma rede de clusters distribuídos em dois datacenters em collocation na Grande Belo Horizonte – um para operação e outro para disaster recovery.

Com matriz em Belo Horizonte e uma filial em São Paulo, o Banco possui dois links redundantes de 100Mbps e dois links de 100MB de internet para conectar as duas unidades. Da matriz ao datacenter de operação, conta com um anel e dois links dedicados de 1Gbps e da matriz para a contingência, dois links de operadoras.

As soluções da Nutanix ajudarão a instituição em seus projetos de expansão assim que a ADIQ começar a operar.

“Crescer em grande escala é muito fácil. Mas com a Nutanix, conseguimos fazer isso de forma escalonada e distribuída em todos os nós do cluster. Além disso, não preciso de um especialista para cada solução. Tenho um único profissional que faz todo o gerenciamento, com a facilidade de uma estrutura plug&play”, diz Giannetti.

Dentre os planos de expansão da instituição nos próximos anos, também está prevista a adaptação e atualização da infraestrutura atual e todo o legado para suportar a operação de um Banco digital.

O Bonsucesso, instituição financeira com sede em Belo Horizonte e 25 anos de mercado, passou a atuar em novembro com a marca BS2. A partir da mudança de nome, a companhia busca se reposicionar para atuar como um hub de produtos e serviços financeiros.

Em março de 2018, o BS2 colocará no ar a plataforma digital que vai oferecer diversos serviços financeiros sem tarifas de manutenção e anuidade.

A promessa é que o usuário poderá, por exemplo, abrir uma conta corrente com o processo totalmente digital em apenas três minutos.

Produtos como investimentos, operações de câmbio, realização de transferências internacionais, meios de pagamento, planos de previdência, seguros, cartões de débito e crédito estarão disponíveis para os clientes.

 

Por  Maurício Renner

https://www.baguete.com.br/noticias/14/12/2017/bs2-nutanix-para-hip...

Exibições: 178

Comentar

Você precisa ser um membro de Corresponda para adicionar comentários!

Entrar em Corresponda

Mensagens de blog

Crédito deve ter primeiro aumento real no Brasil

Postado por ANEPS em 17 janeiro 2018 às 13:30 0 Comentários

A mensagem otimista serve de alerta para os correspondentes no país

O ano começou com boas perspectivas para as Empresas Promotoras de Crédito e Correspondentes no País, de acordo com o jornal Valor Econômico: “O…

Continuar

Empresário João Neto, à frente hoje de 14 empresas, é um realizador de sonhos

Postado por Corresponda em 17 janeiro 2018 às 9:08 0 Comentários

João Neto está à frente de 14 empresas, entre elas a Fontes Promotora de Crédito. Sua história é cheia de reviravoltas - Daniel Queiroz/ND

João Neto, 34 anos, é sócio- proprietário do Grupo Fontes que, além de uma…

Continuar

© 2018   Criado por Modera.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço